domingo, 18 de fevereiro de 2007

Bem-me-quer Mal-me-quer.1998
acrilica,carvão e paintstick s/ tela-160x110cm




A potência criadora existe em todos nós, seres humanos.Isso nos caracteriza como seres pensantes e criativos que somos.Inúmeros fatores porém, são determinantes no desabrochar completo dessa potencialidade.
Pode-se dizer que tudo começa na infância quando iniciamos nossa descoberta do mundo através do ambiente que nos cerca. O contato do corpo com as texturas que nos envolvem, o calor e o frio; o contato oral com o seio da mãe que nos apresenta o mundo lentamente. Mais tarde, o rolar e engatinhar no chão, o levantar e o cair. A organização do equilibrio.A postura ereta nas infindáveis tentativas de se manter em pé ( a verticalidade e suas inúmeras conotações).Aprendemos então, o real e inaugural significado de inúmeros conceitos ( longe/perto,alto/baixo,macio/áspero,duro/liso...etc) que vamos registrar pela primeira vez em nosso psiquismo, nos possibilitando a vivência real e concreta de tais noções.Lentamente, o mundo se alarga e nossa percepção dele também.Vemos cores e formas, sons e movimentos, sabores e texturas e tudo isso se mistura ao nosso interagir com o mundo, possibiltando infinitas configurações e diferentes dinâmicas que se apresentam neste aprendizado lúdico que fazemos do espaço e das coisas.O brincar neste contexto é de vital importância para a elaboração de diferentes conteúdos no psiquismo da criança e seu desenvolvimento pleno e integral posterior.Nossa natureza é programada para o desenvolvimento de todas nossas potencialidades criativas,lúdicas e imaginativas.Somos guiados pela nossa inteligência natural a esse desfecho pleno e feliz.
Porém no desenrolar de todo esse processo, existem muitas interferências externas do meio (através de impedimentos, negativas recorrentes às tentativas e experimentações pela criança )que tolhem essas possibilidades, dificultando o seu livre curso.Ou contextos que são inadequados ao desenvolvimento natural destas.A atual organização das estruturas educacionais que vivemos são, na verdade agentes cerceantes de um processo bem sucedido.
Se os adultos soubessem da real importância do brincar na vida da criança, com certeza daríam muito mais espaço e estimulo a esta atividade tão fundamental para o estabelecimento de importantes estruturas psiquicas no desenvolvimento completo dos seres e sua plena capacidade criativa.

Nenhum comentário:

Postar um comentário