terça-feira, 3 de novembro de 2009

ARTE PRA PENSAR

ARTE PRA PENSAR...


HENRI DONO nasceu em Yogyakarta, a sul de Java (Indonésia) em 1960.
A cidade é organizada sob a influência da cultura javanesa e vive ainda sob o poder exercido por séculos de sultanato, ou seja, os sultões que comandam o poder.
A cidade também é o centro da arte contemporânea javanesa e indonésia, numa rica fusão de elementos.
Dono estudou “wayang kulit” (uma espécie de teatro de bonecos de sombras, típicos da cultura Indonésia e local) com o mestre Sukasman, no Instituto de Artes Yogyakarta Indonésia 1980-87 e 1987-88.
Seu início nas artes foi como pintor, associado a uma geração que trouxe para a arte elementos tradicionais wayang juntamente com elementos figurativos e outros da modernidade ocidental do pós-expressionismo.
Posteriormente começou a fazer instalações e performances e a usar em seu trabalho o conhecimento prévio que tinha em animações. Suas instalações passaram a ter som e vídeo.Também tem forte influência de cartoons como Flash Gordon. 
Seu reconhecimento internacional veio na década de noventa quando participou de Bienais e expôs seu trabalho em galerias ao redor do mundo.
Seus trabalhos (a grande maioria instalações) refletem todo esse caldeirão de influências que Henri Dono teve ao longo de sua vida e de sua formação.
Os “wayang kulit”, tem uma presença central na sua poética, direta ou indiretamente. E através deles, o artista metafóricamente faz suas reflexões políticas e sociais sempre permeados com humor.Outros elementos da cultura javanesa também aparecem nos seus trabalhos. Ás vezes de forma direta e outras indiretamente. 
Dono usa aparatos de simples tecnologia como televisões, rádios e outros aparelhos adaptados. Cabeças de bonecos moldadas na própria cabeça do artista repetidas em séries, maquiadas segundo figuras míticas da cultura javanesa (Punakawan p.ex., personagens do Wayang Kulit), anjos, políticos, estudantes e outras figuras fazem parte do mundo poético de Dono.
Das suas instalações provêm sons misteriosos e instigantes. Através de suas imagens podemos nos relacionar com o imaginário de Dono e suas investigações a respeito de questões sociais e políticas que no seu trabalho estão fortemente presentes, diretamente relacionadas à situação política de seu país.
Através da sua cultura o artista estabelece um diálogo universal e atual sobre questões presentes em todas as sociedades: democracia, opressão, liberdade, massificação, corrupção, o papel do indivíduo no meio social, etc. Também está presente em alguma obras, questionamentos sobre o próprio mundo da arte e seus meios de circulação, como o museu, mais especificamente o museu antroplógico.
O trabalho de Dono, não é simplesmente a arte pela arte ou puramente o deleite estético. Ao contrário, é uma arte engajada, feita para pensar, instigar a reflexão. Para ser mais bem fruída, é melhor um conhecimento prévio do trabalho de Dono e suas implicações políticas e sociais.
*Wayang Kulit- a palavra wayang é um termo genérico para teatro na Indonésia (Wikipédia), teatro de sombras. São bonecos feitos com couro de búfalo e montados com varetas de bambu. È usado o princípio de luz e sombra na apresentação dos bonecos. Sobre eles é projetada uma fonte de luz que pode ser lâmpada a óleo ou elétrica, e as sombras lançadas sobre uma tela ou fundo. Tradicionalmente são apresentados espetáculos baseados em contos românticos ou adaptações dos clássicos indianos "Mahabarata" e "Ramayana" ou também estórias ou acontecimentos locais com críticas sociais.  
*"Punakawan é um único tipo de personagem no teatro de sombras indonésio. Eles geralmente representam o povo. Os personagens de Punakawan podem indicar vários papéis, como os assessores do guerreiro, os artistas, críticos sociais e palhaços. Uma fonte de verdade e sabedoria. Em wayang javanês, os personagens punakawan consistem Semar, Gareng, Bagong e Petruk. Em wayang balinês no outro lado, os caracteres são constituídos por Malen e Merdah (as empregadas de Pandawa) e Delem e Sangut (as empregadas de kurawa)."
O condutor da performance ou “Tok Dalang" é quem decide qual a direção a ser tomada.Com uma orquestra de fundo ele narra os acontecimentos entoando-os conforme a dramaticidade de cada cena, através de sua voz.
Os Wayang Kulit estão presentes na cultura do Sudeste da Ásia a séculos atrás, na forma de bonecos ou mesmo em pinturas murais. Wayang Kulit foram considerados pela UNESCO como obra-prima do Património Oral e Imaterial da Humanidade.
*extraído no site punakawan


                                               Teatro Wayang Kulit

HENRI DONO – The Dono Code
Onde: TROPENMUSEUM
Linnaeusstraat 2 - 1092 CK – Amsterdam/ Aberto diariamente das10h as 17h
Como chegar: Tram 3, 7, 9, 10, 14 e ônibus 22
Quando: 10 de Setembro 2009 a 28 Fevereiro 2010

Um comentário:

  1. Mônica, o talento de Henri Dono se confirma quando ele consegue pegar os elementos do passado folclórico da cultura indonésia e inserir dentro do contexto da cultura atual, fazendo o indivíduo refletir sobre o seu posicionamento pessoal. Muitos artistas assim o tentam. Obrigada, por apresentá-lo à mim! Não conhecia! Beijus,

    ResponderExcluir