sábado, 10 de maio de 2008

ENERGIA E DELICADEZA

Energia e delicadeza, intuição e reflexão. É dentro desse universo de polaridades que acontece o meu trabalho. E é justamente daí que vem a energia que move a minha linguagem.Busco através do processo, encontrar imagens que povoam a minha alma.Seres de poesia que vivem na sutil fronteira entre o real e o imaginário.Alimentados de memórias e vivências, eles vivem latentes, sempre na espreita à espera de uma possibilidade, de um sopro que os torne visíveis aos olhos.São imagens construídas de sonhos, de pensamentos, de alegrias e dores, pulsões e amores.As trago certamente comigo, desde há muito tempo e outras tantas as encontro pelo caminho e vou carregando comigo, um pedaço aqui um fragmento acolá... E vão se transformando na infinita bagagem sem tempo nem espaço que habita meu ser.Tento da melhor forma possível trazê-las ao mundo, traduzi-las em formas, cores e gestos.E através de sua existência, talvez, provocar um acontecimento.Muitas vezes deixam apenas rastros sobre a superfície, sinais precários de sua natureza etérea, pedaços inacabados de pensamentos.Por vezes torna-se difícil capturá-las por inteiro e restam apenas vestígios de sua passagem.Marcas e sinais incompletos do infinito fluxo que povoa meu ser.

Nenhum comentário:

Postar um comentário