segunda-feira, 19 de outubro de 2009

LA BAYADÉRE

Bolshoi Ballet - "La Bayadere" - Kingdom of the shades "La Bayadere" - 2007 © Marc Haegeman
For Ballet Lovers Only 2007


LA BAYADÈRE - 10 a 25 Outubro 2009 Muziektheater – Amsterdam (http://www.muziektheater.nl/english/) Waterlooplein 22
Entrada: Amstel 3 Balé em três atos e cinco cenas
Libretto: Khudenov Coreografia: Marius Petipa
Música: Ludwig Minkus Estréia mundial 23 de janeiro de 1877, no Teatro Marinsky de São Petersburgo.
La Bayadère é um balé de repertório, ou seja, através da dança, música e mímica é contada uma estória com personagens e enredo.Os mais famosos e conhecidos são:O Quebra Nozes, O Lago dos Cisnes, Giselle, Copéllia, Pássaro de Fogo, Esmeralda, Dom Quixote, etc. A estória de La Bayadère fala sobre o amor impossível entre a dançarina do templo Nikiya e um nobre guerreiro, Solor. Sobre traição e vingança. E, sobretudo da vulnerabilidade do ser humano. É um poema sobre o tempo.


Ato I - O Templo A estória começa quando o nobre guerreiro Solor, voltando de uma grande caçada, decide presentear o Rajah (Rei) com a caça. Enquanto espera seus súditos levarem o presente ao Rajah, Solor manda o faquir Magdayeva chamar a sua amada Nikiya, dançarina do templo do Rajah. Nikiya e Solor vivem um romance às escondidas, por causa das diferentes posições sociais que ocupam (a estória se passa na Índia das castas). Tomado por seu amor, no encontro com Nikiya, Solor a convida para fugirem juntos. Nikiya então faz Solor jurar seu amor diante do fogo sagrado. Esse ato para os hindus tem um significado especial de perenidade. Escondindo de ambos, o Alto Brâmane uma espécie de sacerdote, escuta a conversa dos amantes. Também apaixonado por Nikiya ele jura vingança, pois foi rejeitado por ela anteriormente.
Ato II - No Palácio do Rajah O Rajah manda chamar Solor, e em agradecimento pelo presente lhe oferece a mão de sua filha Gamzatti em casamento. Temendo ofender o Rajah por tão importante lisonja, e encantado pela beleza de Gamzatti, Solor aceita a mão dela em casamento, esquecendo por momentos sua promessa com Nikiya. Logo em seguida chega à reunião o Alto Brâmane, intencionado em contar ao Rajah sobre o amor secreto de Solor e Nikiya, na esperança de tê-la só para ele. O Rajah tomado de rancor decide acabar com a vida de Nikiya. Entretanto, Gamzatti escuta a conversa de ambos e decide chamar Nikiya para uma conversa. Na tentativa de fazê-la desistir de Solor, tenta ameaçá-la devido a sua posição social e logo depois comprá-la com jóias. Nikiya não cede e num momento de desespero agarra um punhal que se encontra por perto, e tenta sem sucesso apunhalar Gamzatti que é salva por sua aia que está presente. Ambas juram vingança. Acontece o noivado de Solor e Gamzatti, e nas comemorações entre muitas danças, Nikiya é convocada a dançar também. Na sua dança ela exprime toda a tristeza de seu coração. Quase ao final da sua apresentação, a Aia de Gamzatti lhe entrega uma cesta de flores (a mando do Rajah), dizendo ser presente de Solor. Dentro da cesta havia uma serpente que morde Nikiya. Como ela está morrendo, o Alto Brâmane se oferece para salvá-la com um antídoto para o veneno, na condição de tê-la para ele. Mas ao olhar o casal de noivos juntos, Nikiya prefere morrer. Solor se desespera em vão, impedido pelo Rajah de se aproximar de Nikiya.
Ato III - O Reino das Sombras Atormentado pelo arrependimento, ele é convidado pelo faquir a fumar ópio. Nos seus devaneios sonha com Nikiya em seu espectro que o assombra com sua aparição. Nesta cena acontece a apresentação do Reino das Sombras, um espetáculo de rara beleza dentro do roteiro do ballet. Um exemplo do que se chama "ballet blanc", onde várias bailarinas em clássicos tutus brancos desempenham com alto rigor técnico e delicadeza esta parte que é considerada por muitos críticos como uma das mais virtuosas e belas entre os Balés. Este cenário inspirou o crítico Clive Barnes em 1963 a escrever: "Se você não gosta de La Bayadère, você realmente não gostam de balé". Vários solos e pequenos grupos se apresentam e também dois "Pas de Deux” entre Nikiya e Solor. Um momento mágico da dança.
Ato IV - O Templo Quando Solor acorda, já está no dia de seu casamento, e Gamzatti está determinada a levar esse acontecimento até o fim. Perturbado com seus sonhos, Solor sente a presença etérea de Nikiya e se distrai com a miragem dela em seus devaneios mentais. Mas a celebração do casamento deve continuar e o Alto Brâmane começa a cerimônia. Nesse momento os Deuses tomados pela fúria devido aos acontecimentos e a morte de Nikiya, destroem o Templo que começa a ruir, matando todos. Agora Nikiya e Solor estão juntos novamente, unidos pela morte.
  • A palavra Bayadère faz referência a palavra bailar, que remete a dançar > dançarina. Mas é uma palavra em francês para designar: dançarina do templo indiano.
  • O drama é situado na Índia. Essa escolha por lugares exóticos pelo autor sugere a influência do Romantismo nas artes daquele período (quando o balé foi criado em 1877); também a presença de criaturas etéreas do sexo feminino, como sílfides, Willis, ninfas da água e depois cisnes, tinham muita popularidade naquela época.
  • La Bayadère é uma ponte entre a era romântica e clássica dos balés; as bailarinas usam o clássico tutu curto, mas ainda os movimentos têm algo do romântico. La Bayadère antecede os clássicos românticos.
  • Marius Petipa baseou La Bayadère nos clássicos hindus de Kalidasa, Sakuntala e The Cart Of Clay. (http://pt.wikipedia.org/wiki/Kalidasa).
  • O Reino das Sombras provavelmente foi inspirado nas ilustrações de Gustav Dorè para o Paraíso de Dante (http://pt.wikipedia.org/wiki/Gustave_Dor%C3%A9).
  • O Het Muziektheater tem uma agenda ininterrupta de espetáculos: balé, dança contemporânea, ópera, concertos.Vale a pena uma visita.No site tem toda a programação até 2010.Os tickets podem ser comprados pelo site (tendo um acrescimo de 2 euros, cada ticket.Também são vendidos no UitBuro (http://www.amsterdamsuitburo.nl/) na Leidseinplein, Amsterdam e no balcão do Het Muziek nos horários indicados no site.Os preços variam conforme o lugar (as cadeiras são numeradas) e o espetáculo, mas pode-se obter um bom lugar por 17 ou 20 Euros( preços mais baratos). Dica: depois que é dado o sinal de início do espetáculo e todos estiverem acomodados em seus lugares, você pode trocar o seu lugar por outro melhor, no caso do teatro não estar lotado (o que dificilmente acontece).


Um comentário:

  1. Assisti uma remontagem em Belo Horizonte em Maio deste ano. A capital mineira não vive somente de dança contemporânea, voltando seu olhar sempre para o passado. Ricardo Santos e Michelle Saramago, interpretaram Solor e Nikyia com bastante energia! Dança é história! Beijus,

    ResponderExcluir