sexta-feira, 9 de julho de 2010

PORQUE A HOLANDA É...



Gezellig!!!


Alegria, muitas flores, simplicidade, não-ostentação, natureza, muitas crianças, stroopwafels, tulipas, canais, museus e arte, a cor laranja, ciclovias, bicicletas, pôlderes, muitas pontes, estar abaixo do nível do mar, é comer haring goela abaixo, patinar no gelo, é verão-inverno-outono-primavera, são os jardins do Keukenhof, as poéticas vilas de pescadores Marken e Volendam, campos verdes e vaquinhas, a música alegre dos Barrel organs pelas ruas, os bolinhos oliebollen no inverno, os mercados de rua, queijos, queijos e mais queijos de todos os tipos e sabores, hummmm que delícia!!!, A famosa cerveja nacional da Heineken, o incomum Red Light District, pic nic de verão no gramado do parque com direito a toalha, comidinhas e vinho rosé, bicicleta de caixa pra carregar as crias, bicicletas de todos os tipos e modelos, é nascer em casa de parto normal, of course! Ser tolerante e aberto, ser direto e franco sem fazer rodeios, dar parabéns pra toda família do aniversariante (Gefeliciteerd!), três beijinhos no rosto quando chega, ter uma agenda sempre a mão e se programar com muita antecedência, é morar em casa-barco, comprar no mercado Albert Heijn, é provar o croquete típico do FEBO, comer batatas fritas de cone, é usar metro-trem-tram-bicicleta, é Sinterklaas e Zwart Piet no Natal cheios de poesia, fazer versinhos rimados pra entregar junto com o presente, é levar as crias na Kinderborderij (mini fazendinhas para crianças), comer sanduíche no almoço e jantar ás 6 da tarde, comer panquecas de todos os sabores, é comemorar a festa nacional mais animada: Koninginnedag ou Dia da Rainha, é poder negociar um dia livre na semana pra ficar com os filhos, ser um pai muito participante na educação dos filhos, dar cartões em todas as ocasiões festivas, ser fanático por futebol, pedalar de vestido-salto-meiafina, pedalar de terno, carregar tudo que se possa imaginar em cima de uma bike, fazer passeios de barco pelos canais no sol do verão, é adorar o rei sol quando ele dá o ar da graça, comer Pindakaas (pasta de amendoim) e Hagelslag sobre o pão,

Ter flores à mesa todos os dias, iluminar a casa com muitas velas, se esticar ao sol do verão, vender suas quinquilharias nas calçadas no Dia da Rainha, receber imigrantes de todos os países e tratá-los com dignidade...

Entre muitas outras coisas...
Mas sobretudo a expressão Gezellig, que é um termo pra significar situações, coisas, pessoas agradáveis, prazerosas...

6 comentários:

  1. Amei. Me falta passear de barquinho nos canais no verão. Sempre quis fazer isso, mas nunca tive amigos com barquinho me convidando.

    Já compartilhei no Google Reader :)

    ResponderExcluir
  2. Dani, super obrigada por repassar meus textos...
    Esses passeios de barquinho de amigo a gente tbm ainda não fez, hehehe...
    ainda mais agora com os dias lindos e solares que tá fazendo,
    valeu!

    ResponderExcluir
  3. Moca que matasse de sds agora...

    É tudo isso e muito mas é se achar parte deste universo chamado Nederlands, apesar de não sermos holandeses por nascência mas por opção é abraçar a causa e lutar por ela.
    Não me canso nunca de dizer que este lugar é o mas maravailhoso, encantador, liberal, democrático, tolerante, franco, surpreendente que conheço!!!
    Morro de sds de tudo..o cheiro das flores, os mercados populares, a alegria ao ver o sol, a cultura e muita cultura e história do lugar.

    Amiga obrigado por compartilhar conosco!!!
    Bjos

    ResponderExcluir
  4. Anônimo10:59 PM

    SHOW DE BOOOOOLA!!!!
    Vc realmente definiu tudo que vivemos nesse lindo lugar!!! Bjos Gabi

    ResponderExcluir
  5. meninas, obrigada antes de mais nada por fazerem parte da nossa jornada aqui na bela Holanda, e poder compartilhar com vcs tudo de bom que tem aqui,
    beijão,

    ResponderExcluir
  6. Você já é uma holandesa!! (rs*)

    Mônica, não conheço a Holanda, mas não vejo falar mal, ao contrário, todos que conhecem, amam e querem voltar! Com este aval, tô indo na próxima ida à Europa!!

    Boa semana! Beijus,

    ResponderExcluir