segunda-feira, 9 de maio de 2011

arte nas ruas

“escultura é a descoberta da forma
do silêncio
onde a luz guarda a sombra
e
comove”
Amilcar de Castro


         Art Zuid Sculpture Route 2009. Minervalaan. Foto by Monica Cella


Acontece novamente em Amsterdam de 27 de Maio a 28 de Agosto o evento
ART ZUID Internationale Sculpture Route Amsterdam

A proposta começou em 2008 quando Cintha van Heeswijck-Veeger criou a Foundation ArtZuid através da qual teve a iniciativa de destacar e valorizar a arquitetura do bairro Oud Zuid de Amsterdam.
Essa região da cidade sofreu um plano de expansão criado há quase cem anos atrás (1917) pelo renomado arquiteto H.P. Berlage, conhecido como Plan-Zuid. Berlage desenvolveu e implementou o plano de expansão da região sul da cidade entre 1917 e 1925 no estilo da Escola de Amsterdam, conhecida escola de arquitetura na Holanda. Abrange o Stadium District, Apollo District e River District, assim como uma grande parte do De Pijp também foi construído pelo Plano Zuid.
O arquiteto trabalhava com uma idéia que misturava diversas áreas das artes: decoração, murais, vitrais, mobiliário, esculturas, etc. Além dos imponentes boulevards Apollaan e Minervalaan, esse ano a rota das esculturas abrange também o Zuidas, uma área financeira onde está o World Trade e a Estação Zuid de trems e metro.
São 50 esculturas de artistas convidados do mundo todo, além de holandeses. Esse ano tera a participacao da brasileira Maria Nepomuceno.
As obras são de grande porte, monumentais e o percurso inteiro pela rota leva cerca de 2:30h aproximadamente. As obras serão iluminadas o que permite aos espectadores visitas noturnas.
O curador escolhido para a mostra Jan Cremer, holandês conhecido por sua vitalidade/versatilidade considerado um espírito inquieto e inconformista considerou a mostra e a escolha dos artistas referindo-se a tradição histórica de comércio e navegação do povo holandês. Artistas de países como Brasil, Suriname, EUA, Indonésia, Índia com os quais a Holanda teve relações comerciais durante sua história fazem parte do evento.
Um programa de artes foi especialmente desenvolvido para escolas primárias e secundárias com workshops de arte onde haverá materiais disponíveis para a criação de objetos. 


*Fotos do workshop 2009 (fotos by Monica Cella)



*A cerimônia de abertura da segunda edição do ART ZUID acontece dia 26 de Maio na parte da manhã em frente ao hotel Hilton, na Apollolaan.

Em 2009 tive a oportunidade de ver a rota da escultura pela primeira vez e pude também constatar como faz diferença obras de arte nos espaços públicos. Como isso enriquece o espaço comum da cidade que é o lugar do coletivo, da vida cotidiana. Quebra o distanciamento entre o espaço da arte e do mundo exterior. A arte sai do museu um lugar institucionalizado e vai ocupar a rua o lugar do cidadão comum, do bem coletivo. A partir desse momento passa a se integrar na paisagem e pode-se dizer é contaminada por ela, por todo seu entorno, arquitetura, fluxos, luzes e sombras. Contamina e exerce uma espécie de reflexão estética sobre os passantes, estabelece diversas relações com o espectador, ao contrário do lugar asséptico da galeria ou do museu, o “cubo branco”.
Você se depara com a obra no caminho de todo dia e subitamente sente que algo diferente acontece ali na sua frente. A obra instiga e intriga provocando reflexões. O pensamento se desloca pra outros níveis de entendimento: ver uma escultura, uma intervenção urbana, um site-specific não é a mesma coisa que ver o prédio, a casa ou a rua de todos os dias.
A própria natureza da escultura, sua existência física, corpórea, tridimensional provoca outro tipo de atitude por parte do espectador-transeunte. A escultura ocupa o mesmo espaço que ele, respira o mesmo ar, está na mesma paisagem. È por excelência uma experiência táctil, evoca os cinco sentidos. Bom seria se pudéssemos tocar, escalar, subir e descer por seu corpo, explorar com nosso próprio corpo.
No evento Art Zuid - 2009 na obra Bikini Bar (foto abaixo) era permitido explorar desse modo: entrar, subir, descer, escorregar...as crianças faziam a festa e assim brincando aprendiam um pouco mais sobre artes e artistas.
Aliás aqui na Holanda isso não acontece somente durante o evento acima, a presença de esculturas nos espaços públicos, principalmente em Amsterdam é enorme e pode ser constatada no dia a dia, andando pelas ruas, praças e parques. Sempre tem alguma escultura presente em algum lugar.
Você anda pelos bairros, nos recantos mais inusitados e lá está ela se exibindo e se expondo pra deleite dos passantes.
Isso é que faz a diferença entre os países que adotam políticas publicas a favor da arte, que já entenderam a importância de sua presença no dia a dia das pessoas.
Claro, isso é uma discussão bastante complexa, afinal um país como o Brasil pra citar um exemplo, que ainda conta com milhares de barrigas vazias, tem motivos de sobra pra adiar essa questão ou algum tempo pela frente pra pensar ou implementar projetos de grande porte.


 Tom Claassen.Three Men. Art Zuid 2009. Foto by Monica Cella.



Antoine Poncet, Translucide. Art Zuid 2009. Foto by Monica Cella.



Zhang Hongbo. Fat Lady, Art Zuid 2009. Foto by Monica Cella.



Joep van Lieshout. BikiniBar, Art Zuid 2009. Foto from www.artzuid.com




SELEÇÃO DE ARTISTAS PARTICIPANTES ARTZUID 2011

Switzerland: Jean Tinguely, Sylvie Fleury, Ugo Rondinone, Mark Handforth
Germany: Georg Herold, Stephan Balkenhol
Italy: Sandro Chia
Spain: Salvador Dali, Jaume Plensa, Joan Miro
Great-Brittan: Thomas Houseago, Ryan Gander, Anthony Caro, Antony Gormley,
France: Jean Dubuffett, Jean Arp, Frederic Beaufils
Belgium: Jan Fabre, Koen Vanmechelen, Corneille, Constant Permeke
Netherlands: Auke de Vries, Karel Appel, Lotti van der Gaag, Joost Conijn, Shlomo Koren, Klaas Gubbels, Jeroen Henneman, Joep van Lieshout, Shinkichi Tajiri, André Volten
Turkey: Hulya Yilmaz
Japan: Yayoi Kusama, Wataru Nakamura, Takayuki Yamamoto
Indonesia: Eko Prawoto
India: Ryas Komu, Subodh Gupta, Bose Krishnamachari
Ghana: Atta Kwami
South-Afrika: Moshekwa Langa
Brazil: Maria Nepomuceno
Suriname: Marcel Pinas, Dhiradj Ramsamoedj, Robert Tjon A Meeuw
Curaçao: Yubi Kirindongo
United States: Dennis Oppenheim, Allan Kaprow, Richard Jackson
China: Lu Shengzhong

Foto obra da brasileira Maria Nepomuceno (foto from http://www.saatchionline.com/)

Local:Amsterdam -  Ruas Apololaan, Minervalaan, Zuidas (regiao da cidade: Oud Zuid)
Transportes Publicos: a partir do centro TRAM 5 parada Stadionweg, seguir pela Stadionweg ate a Minervalaan- TRAM 24 parada Minervalaan; metro 50 e 51 parada Amsterdam Zuid ., seguir em direcao a Minervalaan.

*http://www.artzuid.com/index_en.php ART ZUID WEBSITE
*http://www.jancremer.com/  Curador da Art Zuid Sculpture Route 2011

Nenhum comentário:

Postar um comentário