sábado, 28 de agosto de 2010

BARCELONA É UMA FESTA

BARCELONA, Agosto 2010









Barcelona é uma festa!!!
Para os olhos e o coração...

À beira do Mediterrâneo, azul límpido do céu, calor do sol, avenidas largas, arte pra todos os lados, colorido nas ruas, pessoas alegres e despreocupadas.
Barcelona é uma cidade unânime, daquelas poucas que agradam muita gente de gostos diferentes. A alma da cidade é sua principal força e dá pra sentir sua energia logo na chegada. Tem algo diferente no ar que convida, contagia, anima e faz festa no coração.
Aos poucos a cidade vai se revelando, mas não faz muito charme, vai logo se exibindo inteira, se mostrando e fazendo caso de sua beleza despojada e cheia de charme.
Gaudí é presença constante onde quer que se vá, a sua arte aparece majestosa e esplêndida se fazendo notar, cheia de originalidade. A cidade é de Gaudí!
Mas aqui também viveram outras almas grandes: Joan Miró o pintor do mundo dos sonhos coloridos, Picasso o poderoso homem do cubismo e suas meninas cortadas e recortadas ao infinito, Antoni Tapiès e sua arte expressionista.
Na verdade a cidade sempre guarda em algum canto um vestígio de seu passado desde os romanos até os modernistas.
Barcelona é a capital da comunidade autônoma da Catalunha, uma região situada a nordeste da península Ibérica, reconhecida em seu estatuto como nacionalidade.
Essa particularidade se faz notar escancaradamente no dia a dia da cidade onde se podem encontrar duas línguas (o catalão e o castelhano) nas placas indicativas, transportes públicos, cardápios, flyers, etc, etc. O não pertencimento a Espanha, não é somente uma rivalidade, mas uma condição do estatuto nacional, um orgulho desse povo que tem raízes históricas muito fortes.
Para o turista isso não chega a afetar a qualidade de sua estadia, que ao sabor do vento que vem do mar navega errante pelas ruas, avenidas e vielas da bela cidade.
Passear pelo Bairro Gótico e perder-se nas suas ruelas cheias de charme e de repente se encontrar diante do Museu Picasso. Só o prédio já valeria a visita, não fosse Picasso quem fosse. Mas a coleção das obras do mestre não deixa a desejar: mais de 3800 obras, e muitas delas do tempo inicial da carreira do artista, não por isso menores em qualidade e grandeza. Logo mais você pode se deparar com a Igreja Santa Maria Del mar (século XIV) exemplo primoroso da arquitetura gótica catalã. À noite a beleza se destaca pela iluminação aliada á simplicidade presente na verticalidade de suas longas e imponentes colunas.
Mas como igrejas não faltam por aqui, continue a frente e verá a Catedral de Barcelona. Uma igreja no estilo gótico construída nos séculos XIII ao XV e cheia de detalhes que fazem a diferença: o Jardim do Claustro com suas fontes, carpas e até gansos. Vale uma olhada nas gárgulas do lado de fora, cada uma com um significado diferente.   
Visitar a famosa e eterna Sagrada família, que dispensa muitas palavras, a monumental igreja feito castelo de areia, que Gaudí iniciou e continua em construção até o ano 2010 aproximadamente.  
Passeig de Gracia é uma larga avenida de beleza despreocupada e casual onde estão situadas duas jóias de Gaudí: a Casa Batló onde o artista reformou uma antiga e singela moradia transformando-a numa alegoria da batalha de São Jorge contra o dragão. Logo mais à frente tem a Casa Milá (La Pedrera) onde Gaudí exerceu todo seu fascínio pela natureza em ondas, curvas e fantasia.
A imperdível Fundación Joan Miró no Parque de Montjuic, uma pequena montanha e suas muitas atrações de onde se pode ter uma bonita vista da cidade. Na Fundación você poderá usufruir de um conjunto de obras de Miró: pinturas, desenhos, esculturas além das exposições temporárias. Ao lado da Fundação tem o Jardim das esculturas que dá acesso a uma escadaria e ao final desta um lindo roseiral. Explorar essa região é muito gratificante porque esconde muitas surpresas.
Lãs Ramblas uma famosa e efervescente rua situada entre a Praça Catalúnia e o porto. Repleta de cafés, bares, artistas de rua, lojas de flores, frutas, e uma tradicional fonte chamada Canaletes, de onde se diz que para se tornar verdadeiramente local deve-se beber de suas águas.
Parque da Ciutadella, Jardins onde foi a Exposição Universal de 1868. Aqui se encontram o Museu Geológico e Museu de Zoologia, o Parlamento da Catalúnia, a Escultura da "Dama del Paraguas", símbolo da cidade, e o Zoode Barcelona, imperdível para as crianças. Um zoo bem planejado com espaços adequados para os bichos e um dolfinário que apresenta um show de golfinhos.
Tibidabo, um monte a 350m de altura, onde se pode chegar de teleférico ou de bondinho (tranvia azul).
O porto olímpico construído para as Olimpíadas de 1992, moderno e repleto de restaurantes e bares. Bem pertinho está Barceloneta, uma praia artificial criada também para o evento das Olimpíadas
Se você é adepto dos tradicionais ônibus sightseeing que rodam por toda a cidade pelos principais pontos, não hesite. Vale super a pena passear no andar superior, num lindo dia de sol.

Francisco de Goya, Diego Velázquez, Pedro Almodóvar, Luis Bunuel,  Carlos Saura, Juan Gris, Salvador Dali, , Miró, EL Greco...





MADRI, Agosto 2010




Nenhum comentário:

Postar um comentário