quarta-feira, 22 de setembro de 2010


Foto Monica Cella, algum lugar em Amsterdam

Sobre encontros, desencontros...


Às vezes eu falo aqui no blog (um blog de artes) sobre coisas que não são propriamente arte. Mas para mim vida e arte são feitas da mesma matéria e falar da vida é conjugar os mesmos verbos que a arte conjuga: elaborar, investigar, refletir, buscar... As coisas se misturam.
Isso tudo posto, me levo a pensar sobre amigos e amizades, encontros e desencontros. Como acontecem essas idas e vindas de gentes na vida da gente, esse fluxo ininterrupto entre as pessoas.
Como é interessante essa teia de acontecimentos e relacionamentos que nos levam diante de
pessoas que até então estavam tão longe, vivendo suas vidas tão separadas da nossa vida. Desconhecidos apenas, que de um momento para outro estão ali, diante de nós se fazendo conhecer. Esse emaranhado de vidas que se cruzam, ás vezes ficam outras vão embora, para nunca mais voltar.
Conhecer pessoas é talvez uma das coisas mais ricas que a vida pode nos oferecer. Nem sempre nos damos conta disso (aliás, quase nunca). Estar pela primeira vez diante de alguém que não sabemos quem é: como são, do que gostam, quais os seus sonhos, suas angústias, o que povoa sua mente, quais segredos guardam em seu coração?! Isso provoca certa vertigem em você?! Um sentimento de curiosidade-medo-aflição?!
Eu sinto isso ás vezes e posso até sentir um frio na barriga quando vou conhecer pessoas que nunca vi na vida.
Um ser é um universo completo e cada ser em potencial é um mundo novo a ser descoberto, passo a passo, lentamente. Uma pena que muitas vezes não estamos preparados pra entender isso. Ou até mesmo pra receber isso. Mas cada um tem seu tempo, sua espera.
Mas é justamente aí onde acontecem os desencontros, alguém que potencialmente poderia vir a ser um amigo vai embora. Fechamos a porta por um simples sentimento de medo. Ou somos nós mesmos que partimos, antes mesmo de chegar...
Falo isso de encontros verdadeiros, não apenas de contatos superficiais. Sim, eu sei, não dá pra ser amigo de todo mundo, afinal amizade no sentido real é algo que exige tempo, dedicação, afinidades, provações e acima de tudo confiança. Aliás, é realmente nas provações que testamos o calibre das verdadeiras amizades...
Mas existem muitas formas de se relacionar com o outro, assim como existe uma gama de nuances entre o branco e o preto. As pessoas não têm que ser enquadradas em nenhuma categoria lingüística (amigos, colegas, conhecidos, parceiros, etc). Somos seres pensantes e vibrantes, cheios de energia que se entrelaça com muitas outras energias. Não podemos desprezar isso, nossa natureza gregária. Podemos nos relacionar de forma criativa com o outro, na medida das nossas possibilidades e nas possibilidades do outro.
Dar o melhor de nós e oportunizar o receber também.
Sim, porque relacionar-se implica necessariamente uma rota de mão dupla. Ninguém se relaciona sozinho.
Você já percebeu que tem pessoas que nem um elogio conseguem receber?! Vão logo justificando e explicando o porquê. Isso também é receber, aceitar. Em última instância, aceitar o que vem do outro, seja um afago, um agrado ou um convite à aproximação.
Somos um mar de contágios, pro bem ou não.
Na verdade acredito que somos muito mais do que isso e nos relacionamos com cada pessoa de um modo diferente, porque também somos todos diferentes uns para os outros. A maneira como eu vejo e percebo alguém pode ser completamente diferente para outra pessoa.
Se deixarmos de lado a linguagem e prestarmos atenção nas pessoas sem muitas expectativas, poderemos nos relacionar de maneira mais rica e alegre com o outro e perceber que assim como nós ele também tem lá seus medos e receios.

Ao invés de fecharmos a porta, podemos deixá-la somente encostada caso alguém que queira entrar...

3 comentários:

  1. Oi Moca, amei o que vc escreveu!!! Lindas palavras!!! bjs

    ResponderExcluir
  2. Ka!!! minha linda,loura,inteligente, sábia e adorável amiga...
    fico feliz de ter vindo me visitar,
    aqui nesse lugar tem muito, muito mesmo daquilo que sou,
    super beijo

    ResponderExcluir
  3. Anônimo2:21 PM

    Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir